Saint Seiya Spirit
Cadastre-se agora e fique por dentro de todas as novidades do mundo Saint Seiya, a famosa série que conquistou inúmeros fãs pelo mundo. Aproveite e integre a família Spirit, comentando, participando de sorteios, torneios de fotos e muitas atividades que contribuirão para deixar o espírito de SS sempre vivo!

Have you ever felt your cosmo?

Athena e eu

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Athena e eu

Mensagem por Naniké em Sex 11 Set 2009, 13:52



Ninguém vai agüentar ver Athena daquele jeito, será mais que insuportável. Mas parece que nesse único instante, ela não vai pensar em nós, não vai levar em conta tudo o que todos nós estamos sentindo.

Naquele curto momento, odiei que ela pensasse no bem geral; desejei que Saori fosse de novo egoísta, que pensasse mais em si, no quanto era perigoso o que estava fazendo, mas agora ela dava os passos que a deixariam mais perto dela, da morte que se aproximava. Athena vai se oferecer para a prova pedida, ou exigida, e nenhum de nós irá suportar.



*****

Eu não sentia angústia nenhuma, nem remorso, ao vê-la caminhando para mim tão suavemente. A expressão dela era delicada, parecia muito tranqüila. Não, não sentia.

Em outro tempo, qualquer que fosse a expressão que eu visse me horrorizaria. Esse era o principal motivo para eu nunca ter revelado o poder total dos deuses. Mas havia também um segundo motivo: Nunca precisei fazer isso. Meu marido sempre cuidava de tudo.

Meu marido...É por ele que agora vou arrancar o coração dessa jovem que está à minha frente, por quem antes tinha tanto carinho: por que não arranquei o meu para oferecer a ele. É por isso que vou ser tão cruel quanto ele sempre desejou que eu fosse, afinal....eu nunca fiz o mais importante. Qualquer coisa que eu faça agora, por mais grandiosa que pareça, não vai me redimir, jamais vai me redimir. E é por isso que estou queimando o meu Cosmo, por que mesmo que eu saiba que não, eu preciso tentar. É a única coisa que me resta.



*****

- Está pronta Athena?

Noto uma angústia infinita no olhar dessa mulher, uma angústia que não me é estranha, como se eu já tivesse visto esse olhar vazio, os olhos sem foco.

O modo como ela se parece com uma estátua fria, como se não precisasse de movimento, de um novo ângulo de visão, um sonho, mais ar, nada... O rosto dela parece cansado, e a expressão, entediada. Onde é que eu já vi esse desespero mudo? E esses olhos tão vivos que não combinam com essa morbidez?

Devo parar com essas reflexões: não me importa o quanto ela sofre; se ousar machucar Athena não terá mais tempo nenhum de viver.

- Estou, Imperatriz do Submundo.

A voz melodiosa de Athena ecoou no salão, agora extremamente escuro. Lembra o Inferno.

- Por que me chama assim, filha de Zeus, deusa da Terra? Sabe muito bem que eu não sou mais o que você diz.

Nos olhamos, eu, Ikki, Hyoga, Shun e Shiryu, sem entender nada. De que falavam?

- Você é a Soberana, Palas, por que venceu. O Inferno já não tem mais Imperador, muito menos Imperatriz.

E seus olhos se encheram de água.

- Perséfone... – sussurrou a minha deusa, também comovida.

Perséfone? Então era ela a esposa de Hades? Olhei em volta, procurando o olhar de meus irmãos, preocupado. A vingança é o pior dos inimigos.

- Não se preocupe Seiya – disse Shiryu em voz baixa. – Ela foi raptada por Hades, lembra-se? Vingá-lo não deve estar nos seus primeiros planos.

- Athena! – bradou ela com uma fúria repentina - Se você está pronta, pode ofertar seu coração para sua irmã mais nova, para que eu me satisfaça dele.

Foi então que vi Saori abrir os braços em forma de cruz, e, junto com ela, esperei pela dor.



*****




Última edição por Naniké em Sex 18 Set 2009, 14:45, editado 4 vez(es)
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Sex 11 Set 2009, 13:59

CAP 02 - Sentimentos em choque


Enquanto abria os braços, queimei com mais intensidade o meu Cosmo, não como uma forma de ameaça, mas sim para mostrar a sinceridade dos meus sentimentos. Sim, eu sabia, ela sempre o havia amado, mas eu pensava que fossem felizes em plenitude, sendo a ausência dela a causadora do distúrbio dele em aumentar seu Reino de Sombras.

Mas as suas atitudes e expressão me mostravam o contrário: eles não haviam sido totalmente felizes, eu via nos olhos de minha pequena irmã, ela se arrependia de algo que nunca havia feito por ele.

E agora me castigava por isso. É claro que não posso questionar, mesmo sabendo que ela está sendo injusta, quando quem quer castigar na verdade é a si mesma. Mas eu lhe devo isso. Afinal, fui eu quem matou seu marido, lhe tirei a razão de viver, seu maior sonho, o amor de sua vida.

Respirei fundo, e esperei pela dor. Quando ela veio, foi tão forte que quase me jogou no chão. Perséfone colocou sua mão em meu peito e a afundou, à procura do meu coração, exatamente como a flecha de Sagita fizera um dia.

Ouvi os gemidos dos Cavaleiros. Por favor, não sofram, estou fazendo isso para acalmar uma alma atormentada por outro tipo de dor, mais profunda e irremediável. Não posso deixar que Perséfone também siga para um caminho que não é o seu, e que depois não consiga sair mais dele, assim como fizeram os outros deuses.

Eu preciso evitar... Vocês não sabem, mas ela não é assim. Eles também não eram assim...

Finalmente ela tirou sua mão de meu peito, arrancando meu coração consigo, provocando uma dor tão lancinante que achei que deixaria a vida naquele momento.

Mas não deixei. Não podia deixar.

- O coração de Athena. – Notei seu olhar de cobiça - Sabe quantos deuses dariam qualquer coisa para ter o seu coração, Palas? Sabe quanto poder está encerrado aqui?

- Sei apenas o que a sua alma pede. E não tem nada a ver com poder.

- Talvez saiba. Você é minha irmã mais velha afinal. Eu a amava. Você, Athena, era meu espelho, alguém que eu queria ser no futuro. Até você matar a minha esperança de viver. Até você me matar por dentro.

- E como você acha que me sinto? De época em época sou obrigada a lutar contra minha própria família. Sim, eu matei meu tio em um momento de dor extrema, mas eu faria a mesma coisa se visse o bem que eu vi ameaçado sê-lo novamente.

Perséfone apertou mais o meu coração, me fazendo não conseguir mais segurar e gritar de dor.

- Sim. A Terra. A humanidade. Ninguém sabe o que exatamente motiva essa sua obsessão. – disse ela, enquanto colocava o meu coração na balança. Tive vontade de dizer “segure com cuidado, Seiya esta aí dentro” mas achei melhor não dizer nada, não quero que o machuque, vou perder todo o foco.

A balança se equilibra, e a expressão dela se transforma em algo indecifrável, até mesmo para mim.

Continuo tentando manter os Cavaleiros parados, mas não sei por mais quanto tempo consigo...



*****


Última edição por Naniké em Sex 18 Set 2009, 14:45, editado 2 vez(es)
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nota da autora

Mensagem por Naniké em Sex 11 Set 2009, 14:03

Bom gente, foi impulsivo, não pensei muito, não sei se está certo, mas essa história já tem um tempo que pede para ser compartilhada.

Espero que gostem, ainda estou trabalhando nela, por favor, critiquem.
Abraços
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por RedHotista em Sex 11 Set 2009, 21:35

Naniké escreveu:Bom gente, foi impulsivo, não pensei muito, não sei se está certo, mas essa história já tem um tempo que pede para ser compartilhada.

Espero que gostem, ainda estou trabalhando nela, por favor, critiquem.
Abraços
Wow...!!! Vc escreve bem cara! Eu nw costumo ler fanfics e talz, mas comecei a ler e nw consegui mais parar O.o
Qdo tem mais?? xD


avatar
RedHotista
God Taurus
God Taurus

Masculino Touro
Número de Mensagens : 436
Data de nascimento : 06/05/1986
Idade : 31
Localização : Meikai
Emprego/lazer : Photoshopista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/01/2009

Ver perfil do usuário http://saintseiyaspirit.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Sab 12 Set 2009, 00:59

Logo, logo...é uma das minhas primeiras!
ainda não não está terminada, então, podem sugerir!

obrigada :p
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Isaak em Sab 12 Set 2009, 14:08

Olá, Naniké! A fic tá muito bacana, gostei do teu vocabulário... Aguardo o próximo capítulo.

Se tiver msn me passa pra gente trocar ideias? Também estou escrevendo uma fan-fic e gostaria que desse uma olhada. =D

Falou!
avatar
Isaak
Cavaleiro de Bronze 3
Cavaleiro de Bronze  3

Masculino Aquário
Número de Mensagens : 186
Data de nascimento : 21/01/1996
Idade : 21
Localização : Manaus - AM
Emprego/lazer : Estudante, Designer Gráfico
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Kamus em Sab 12 Set 2009, 14:55

RedHotista escreveu:
Naniké escreveu:Bom gente, foi impulsivo, não pensei muito, não sei se está certo, mas essa história já tem um tempo que pede para ser compartilhada.

Espero que gostem, ainda estou trabalhando nela, por favor, critiquem.
Abraços
Wow...!!! Vc escreve bem cara! Eu nw costumo ler fanfics e talz, mas comecei a ler e nw consegui mais parar O.o
Qdo tem mais?? xD


red eh ela naum ele ^^ ...parabens fanfic mtoo boa continue a postar



Reveal the true power of the ice ...the achueve the absolute zero ... for athena, for love, for peace
Meu Twitter
avatar
Kamus
Aquarius Master
Aquarius Master

Masculino Aquário
Número de Mensagens : 532
Data de nascimento : 15/02/1987
Idade : 30
Localização : Casa de Aquario Santuario de Athena
Emprego/lazer : Cavaleiro de Athena Protetor da 11° Casa
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/01/2009

Ver perfil do usuário http://twitter.com/kamus17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Sab 12 Set 2009, 22:02

Isaak escreveu:Olá, Naniké! A fic tá muito bacana, gostei do teu vocabulário... Aguardo o próximo capítulo.

Se tiver msn me passa pra gente trocar ideias? Também estou escrevendo uma fan-fic e gostaria que desse uma olhada. =D

Falou!


Já te aceitei, e eu já estava dando uma olhada nela...A linguagem é muito interessante!
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Seg 14 Set 2009, 12:06

Cap 03 -Não me diga que é o fim...



Olho para a balança, que se equilibra. Impossível. Ela não pode se equilibrar, é claro que Palas tem maldade no coração, ela matou....

Mas a balança não mente. Ela é a encarnação atual de Têmis, a Titânide da justiça, assim como o báculo de Athena é a encarnação de Niké.

Não entendo essa nova moda em voga entre as deusas de encarnar em objetos; sagrados, mas objetos. Talvez daqui por diante eu também faça a mesma coisa, já que tenho que viver eternamente sem ele.

Não posso me perder em pensamentos; Athena está agonizando em minha frente, e ela não é culpada – não posso deixá-la morrer.

Pego seu coração de volta e o recoloco em seu peito, curando a ferida. Percebo que seus Cavaleiros estão no auge da tensão, quase atacando, quase chorando, quase se jogando aos pés dela para que não sofra mais nenhum segundo.

O que os conteve? Não sei, só sei que eles viram sua deusa ser torturada na sua frente, e aparentemente, sem motivo algum. O rapaz que está com a armadura lendária do Pégaso corre à frente de todos e aninha Palas nos braços. Que bom, agora sei que ela é bem cuidada por esses Cavaleiros, tal qual era no Olimpo, onde nós duas não vamos a tanto tempo.

Palas está desacordada, e preciso desesperadamente conversar com ela.

- Pégaso

O rapaz olha para mim com a mesma ferocidade que a minha, momentos atrás. A ferocidade de quem ama. E então eu vejo toda a beleza de um humano em seus olhos castanhos e límpidos.
Seus lábios estão crispados, e passa pela minha cabeça a expressão como se fosse me matar. Não pude evitar um breve sorriso. Pensei em como eu era dura e forte, mesmo sem invocar o Poder. A idéia de um humano me matar era completamente hilariante.

Entretanto, não longe de ser possível, levando em conta que esses Cavaleiros mataram diversos deuses.
Estremeci com o pensamento, sem saber por que o fiz. Não devia me assaltar nenhuma preocupação comigo mesma. Não me interessa mais viver.

- Você pode trazê-la ao meu quarto? Por favor.

Ele levanta e sai com ela nos braços sem nem me olhar. - Não se esqueça de que não sabe onde fica. – lembrei, entre a ternura e a vergonha.

- Eu encontro. – Foi a única resposta que obtive.



*****


Última edição por Naniké em Sex 18 Set 2009, 14:46, editado 1 vez(es)
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Seg 14 Set 2009, 12:19

Cap 04 - Profecia




Não posso acreditar no quanto fui covarde. Como pude deixá-la sofrer, nem que fosse pelos curtos momentos em que seu coração foi pesado pelo bem de todos? Mesmo a pedido dela, eu não podia ter ficado parado.

Olho seu semblante adormecido, exaurido em meus braços, por quanto tempo mais essa cena vai se repetir? Não agüento vê-la sofrer de novo, de novo e de novo...

Pérsefone logo nos alcança para abrir as portas de um suntuoso aposento. A riqueza presente em cada pedaço desse palácio é óbvia demais em qualquer cômodo que se vá. Deito a minha deusa com todo cuidado na majestosa cama que foi oferecida, e com um olhar, dividi com meus irmãos a distribuição da segurança dela. Casualmente, como se nada de extraordinário tivesse acontecido, Ikki sai da sala e fica no corredor, na ala oeste, assim como Hyoga, que pára na ala leste do corredor, enquanto Shiryu volta ao salão onde estávamos a pouco. Permanecemos eu e Shun ao lado de Athena, e também de Perséfone, pois esta não manifesta nenhuma intenção de sair dali.

O quarto é gigantesco, rico em ouro e pedrarias. A decoração é alegre, ao contrário do que eu pensava. Ela olha para Shun, depois para mim, em seguida para Athena, e os olhos se banham em lágrimas.

- Vocês não vão entender, tampouco eu tenho explicações a dar a vocês. Mas preciso desesperadamente que alguém me diga que não enlouqueci. Palas entenderia, mas ela deverá repousar por muito tempo ainda, e espero que me perdoem a cena da véspera. – Virou-se de costas para nós e continuou – Por favor, acreditem que eu não sou assim. Meu coração pode estar endurecido, mas eu, assim como Héstia e Hilda, compartilho o mesmo ideal de Palas. Eu não vou fazer mal a nenhum dos humanos.

- Palas - refleti em voz alta sem pensar – por que a chama assim?

Ela sorriu deslumbrantemente, recordando-se.

- É seu nome mitológico: Palas Athena, vocês não sabiam? Trata-se do nome de uma amiga de Athena, a que era a predileta dela entre as mulheres humanas. Em um dia em que as duas brincavam nos belos prados da Grécia, Athena, com sua enorme força, matou-a sem querer. Claro que não era culpa dela, os deuses tem mesmo esse poder descomunal, mas vocês a conhecem. Se sentindo culpada e extremamente arrependida, começou a usar o nome da sua amiga à frente do seu próprio, para que os humanos não tivessem medo e entendessem que ela os amava mais do que a si mesma.

- Acho que já ouvi algo assim – sussurrou Shun, trocando um olhar tranqüilo comigo, para em seguida se levantar e sair do quarto. O que ele quis dizer com aquele olhar? Que Athena estava segura, que eu podia acreditar na deusa de cabelos ruivos?

Não. E flexionei o maxilar com tamanha força que minha cabeça inteira doeu. Não vou deixá-la sozinha, já me basta ter permitido que ela sofresse por essa mulher que está à minha frente. Nenhum deus merece ser salvo pelo sofrimento de Athena.

- Pégaso?

De novo Perséfone me chama. Não se cansa de dizer meu nome?

- Não vou sair daqui, se é o que quer perguntar.

- Eu já sabia que não – e ficou séria de repente – mas posso sentir que você ficou com medo nesse exato instante. É de mim?

Permaneci em silêncio. Ah, toda essa convivência com deuses está me deixando complexado, ou ela ouve pensamentos?

- Não ouço pensamentos – diz ela, em ironia – mas sinto o os sentimentos que as pessoas emanam. E você está com medo.

- Meu maior medo já passou – disse rapidamente, na esperança de que isso a satisfizesse.

- Não. Não minta, eu posso ver. – e seus olhos cor de violeta assumiram um tom bem forte, ficando sem foco. – Seu maior medo ainda está por vir, Cavaleiro.

Eu não sei por que, mas começo a me sentir inseguro. Estou realmente com medo, apavorado. Não entendo o motivo. É como se eu estivesse prestes a magoar alguém. Isso me tortura de uma forma horrenda.

- Vejo seu casamento, seus filhos com Ela. Você entrará para uma família muito grande, e a sua união trará a paz.

Agora eu tinha certeza de que essa mulher havia enlouquecido. Como é que ela podia falar de coisas tão terríveis? Jamais compartilharei o amor de uma mulher, meu amor já tem uma dona.

E já que não posso tê-la, não serei ninguém, não serei de ninguém, apenas ficarei ao seu lado.

Não quero, não posso ser de ninguém!

- Você se tornará um deus, Seiya. E já como um deus, vai abandonar sua deusa.

Como ela sabia meu nome? Como ela sabia essas coisas? Não pude suportar essa profecia terrível e finalmente fiz o que ela tanto desejava, saí correndo daquele quarto, tampando meus ouvidos.



*****


Última edição por Naniké em Sex 18 Set 2009, 14:46, editado 1 vez(es)
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Qua 16 Set 2009, 18:58

Cap 05 - Depois



Quando acordei ela estava adormecida ao meu lado, deitada de mau jeito em cima do console. Me levantei devagar, com medo de sentir dor, mas meu organismo já havia se restabelecido completamente. A vantagem divina fez seu trabalho afinal. Pelo menos para uma coisa boa servia, além de atrair cobiça e sofrimento.

Abri a janela, e um lindo nascer do Sol me prestigiou, como a dizer-me como eu era boba, que tudo acaba bem no final, que mesmo após a noite agonizante vem a mais brilhante manhã. Mas que manhã é essa, que não chega nunca? Eu preciso dela para ser feliz...

- Athena.

Me virei instantaneamente e ficamos ali, nos olhando, as duas sem saber como agir.

- Nunca fui boa com essas coisas, você sabe melhor do que ninguém – e respirou fundo – mas eu tenho que admitir que estava errada.

- Fico feliz que pense assim – disse me aproximando – não pelo prazer de vê-la errada, mas por saber que agora compreende a real razão da sua angústia.

- Me perdoe – Senti que ela não falava aquilo apenas para mim. – Por favor, me perdoe. Eu desonro o nome dos deuses fazendo coisas sem sentido.

- Errar é humano. – digo, dou um beijo em sua testa e saio do quarto.



*****


Última edição por Naniké em Sex 18 Set 2009, 14:48, editado 1 vez(es)
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Qua 16 Set 2009, 19:00

Cap 06 - Volta



*****



Mas nós não somos humanos. É errado justificar-se dessa maneira.

Athena é humana. Ela cresce com eles, aprende, ama, convive, sonha, luta, chora, grita, sorri.

Mas eu não. Eu fui educada longe dos humanos, convivi muito pouco com eles e logo em seguida fui morar no Submundo.

Eu não sou humana. Então por que essa simpatia para com o ideal de Palas, presente desde tempos remotos?

Talvez pela coragem dela, pela coragem deles. Os humanos nos ofereceram sacrifícios em tempos antigos, e hoje nem se lembram de nossa existência.

Mas nunca, em tempo algum, houveram tantos deles que se ofereceram em sacrifício a um de nós com essa devoção, esse amor, esse compromisso.

No fundo eles sempre nos temeram... E têm razão. Devem nos temer. Somos aberrações, aberrações dotadas de poder que fingem estar no controle de tudo, que escravizam, que pisam, que fazem valer a sua vontade.

Eu estive tão perto disso... E Athena me salvou. Athena e o amor de seus Cavaleiros.

Mas a visão sobre o Pégaso me intriga. Há muito que eu não tinha mais visões.

E então eu o vi em um casamento, em seu casamento, vi sua união trazendo a paz, ele se tornando um deus e abandonando Athena, que sofria tanto...

Mas eu não havia visto a sua noiva, como se o que vai desencadear essa sucessão de eventos ainda não houvesse sido decidido.

Eu não me lembro, em toda a História, de um Cavaleiro abandonar Athena. Lembro-me das vestais, das pitonisas, dos profetas que só queriam ter uma vida normal e para isso abandonavam seu sacerdócio... E de como nós, monstros que somos, fazíamos com que eles pagassem com sofrimento e morte.

Mas nunca um Cavaleiro. Nunca.



*****

Ver seu rosto é um bálsamo refrescante que necessito depois da tormenta de fogo pela qual passei essa noite. Foi um alívio muito grande quando ela caminhou para mim como quem tem pressa; eu também tinha pressa de sair daquele lugar horrível que só me trouxe indecisões.

- Seiya, você ESTÁ BEM?

O que estava havendo? Seu rosto tranqüilo agora estava assustado. Ela gritou comigo.

- Estou... – disse, um pouco desnorteado. – Por que você está perguntando isso? Quem foi à quase morte aqui foi você. Você está bem? Ela te fez alguma coisa? Saori eu... Me perdoe, eu não queria deixá-la sozinha...

Por mais que eu me esforçasse, soava tão covarde, tão indigno dela. Então, como o Sol rompendo as nuvens, ela sorriu, indulgente comigo. Apenas isso, e foi o suficiente para o meu coração querer pular do peito.

- Não se preocupe, Seiya.

Eu a segui, ainda desnorteado, mas feliz. Ela está bem. Encontro meus irmãos e finalmente podemos ir para a luz do dia, que me fez muita falta nessa noite tão escura.



***


Última edição por Naniké em Sex 18 Set 2009, 14:49, editado 2 vez(es)
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por RedHotista em Qua 16 Set 2009, 22:36

Mais uma vez li sem conseguir parar enquanto não terminava... >.<
Parabéns! Aguardo o próximo post hehe


avatar
RedHotista
God Taurus
God Taurus

Masculino Touro
Número de Mensagens : 436
Data de nascimento : 06/05/1986
Idade : 31
Localização : Meikai
Emprego/lazer : Photoshopista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/01/2009

Ver perfil do usuário http://saintseiyaspirit.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Sex 18 Set 2009, 14:38

Cap. 07 - Visita Inesperada



Olho à minha frente, sem ter total certeza do que estou prestes a fazer. Nem sei se esse é o lugar certo, eu nunca vim ao Santuário de Athena. Mas preciso, assim como um parasita precisa sempre sugar, de um pouco de alegria.

Estou cansada de tanta tristeza.

Como é íngreme esse solo! Talvez seja para avisar aos que aqui vem com más intenções que lutas duras os esperam.

Acho, sinceramente, que estou perdida. Mas o que é isso? Eu sou uma deusa. Eu vivia em um Reino muito maior que a Terra e conhecia tudo, não admito estar perdida no Santuário de minha irmã.

- Posso ajudá-la?

Quando olhei quem foi o autor da pergunta, meu coração parou.
Começo a suar frio, sinto minhas bochechas corarem, perco a fala, minha visão embaça, meu corpo parece sofrer de estática.

- Vo...Vo.. Você..

Que ridículo! Estou gaguejando. Não foi assim que planejei...
Por favor, me diga que não é um sonho. Se for, eu não quero acordar nunca, ele está na minha frente, preciso aproveitar essa chance.

- A senhorita está bem? Quer que eu a leve até Athena?

- Co..Co..Como você...

Inútil. Não consigo coordenar as palavras perto dele.

- Por que me chama assim?

Seu rosto, seu adorável rosto está confuso. Espere... O tom dos cabelos está diferente, mas os olhos profundos são os mesmos.

- Pode deixar Shun, eu já estou aqui.

É então que compreendo. Olho mais uma vez para o rosto do rapaz e vejo a Constelação de Andrômeda gravada em sua alma.
É um dos Cavaleiros.
NÃO É ELE!

Senti meu corpo todo desmoronar. Athena gentilmente colocou o braço sobre o meu e me guiou a algum lugar que não me dei conta,
não senti, não vi, não ouvi nada.

Mas que bela visita! Vim para me alegrar e estou pior do que antes.
Quando dei por mim, estava no Templo de Athena. Percorri as Doze Casas e o Templo do Mestre com minha irmã enquanto estava em outro Universo.

Olhei para ela, sem a menor noção de tempo ou espaço. Me deixei cair no chão, como que puxada pela gravidade. Quero sentir alguma coisa que me tire dessa realidade, nem que seja dor física.

Mas Athena é mais rápida: ela me ampara antes que eu me choque com o chão e olha para mim com uma dó infinita que eu não quero que sintam por mim.

- Eu sei, querida. Eu sei...Eles se parecem muito não é?

Só tive forças para acenar com a cabeça.

- Shun foi o receptáculo dele nessa era.

Então era ele a pessoa mais pura da Terra?

- Mas...Mas ele está vivo. - Afirmei, sem compreender, a coordenação das palavras voltando.

- Foi o único que conseguiu isso. Foi por isso que...eu... que ele...

Ela luta com as palavras, a dor é visível em seu rosto.

- Apenas me abrace, Palas. Me deixe ficar com você. Serei sua amazona se você quiser, mas fique comigo, por favor, eu não quero mais ficar sozinha.

Ela me abraça enquanto sussurra:

- Eu também não Perséfone...Eu também não...


****


Última edição por Naniké em Qui 10 Dez 2009, 09:58, editado 1 vez(es)
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Qui 10 Dez 2009, 09:49

Cap. 08 - Não quero compreender....


Enfim cheguei ao Templo da Deusa. Não sei com que palavras começar, mas terei que começar. Não suporto mais isso, essa mulher não sai mais daqui.

Quando a vejo, meu coração tem vontade de congelar a imagem que tenho diante de mim. O mais maravilhoso entardecer que eu jamais presenciara, e uma deusa dançando com uma braçada de flores.

- Athena. - Digo baixinho, sem querer interromper.
- Seiya! Que bom que veio! Pensei em colher vários buquês de flores e espalhar pelo Santuário. Pode me ajudar?
- Seria em comemoração a algo em especial? - digo, me abaixando para pegar as primeiras flores.
Ela pára um pouco.
- Sim. A estarmos vivos.

Ela tem razão. Só isso já é um milagre.

- Mas não foi por isso que veio até aqui, não é mesmo?
- Ninguém supera sua perspicácia.

Rimos juntos da minha ironia.

- Diga-me - disse ela num tom absolutamente tentador, sem ao menos se dar conta disso - de que você precisa e eu providenciarei.

Congelei onde estava. Primeiro, que ela vá embora. Segundo, quero você, o calor do seu corpo e o conforto de suas palavras quando nós dois formos um. Mas é óbvio que não disse nada disso.

- Eu estou preocupado com algo que a esposa de Hades me disse no Castelo.

Seu semblante ensombreceu um pouco.

- Sobre a visão....Ela me disse.
- Me sinto... perturbado.
- Pela visão ou... por ela?
- Você me conhece bem para saber, Saori.

Ela arqueou as sombracelhas.
- Isso é uma maneira de não responder?
- Não. - Já estava começando a ficar irritado. - Só me responda, por favor.
- O que quer saber exatamente, Pégaso?

Que ótimo. Ela só me chama assim quando há algo de muito errado.

- É possível que aquilo aconteça?
- Sim e não. Dependerá unicamente de você. As visões de Pérsefone existem desde tempos imemoriais, mas não são absolutas. O que ela vê é alterado quando alguém muda sua decisão.

Suspirei com alívio. Mas como ainda estava irritado por seu jogo de palavras, como se não soubesse que a amo, por ela ser tão linda e eu não poder tocá-la, saiu de meus lábios antes que eu pudesse evitar:

- O que aconteceria se eu...Se um humano se envolvesse...fisicamente... com um deus?

Quando ela me olhou, fingi exteriormente que tinha a ver com a Visão de Perséfone, afinal, ela me viu casando com uma deusa.

Seu pequeno rosto se tornou mármore. Sabíamos que não tinha nada a ver com o meu pretexto.

- Eu poderia matá-lo, Seiya. - ela sussurrou tão baixo e torturado que quase pensei que tinha imaginado aquelas palavras.

- Os deuses são duros e fortes - continuou, como se não houvesse dito nada antes. - Quanto mais têm consciência de seu poder, mais fortes se tornam. É por isso que eu era tão frágil no começo.

- Mas você se manteve viva dentro do pilar de Poseidon, coisa que nenhum mortal pode fazer.

- Sim, mas ali eu já tinha forçado minha consciência divina - disse com desdém - e queimado etapas humanas.
Se não fosse assim, não conseguiria estar viva para encorajar vocês durante as batalhas.

- Não consigo imaginar...- Ia dizer a vida sem você. Mas já me expus demais por uma única tarde. E também aquela mulher estava se aproximando, eu posso sentir seu Cosmo. Deixei a frase morrer ali.

- Com sua licença, Athena.
- Nos veremos no jantar?
- Sim, é claro.

Ela assentiu com a cabeça e Perséfone chegou. Ela a abraçou pela cintura, também com uma braçada de flores, e seguiu caminhando ao seu lado, contando-lhe algo aos ouvidos, em uma posição que eu daria qualquer coisa para estar.



*****
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por RedHotista em Qui 10 Dez 2009, 22:46

Pode mandar mais =D


avatar
RedHotista
God Taurus
God Taurus

Masculino Touro
Número de Mensagens : 436
Data de nascimento : 06/05/1986
Idade : 31
Localização : Meikai
Emprego/lazer : Photoshopista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/01/2009

Ver perfil do usuário http://saintseiyaspirit.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Naniké em Sex 11 Dez 2009, 18:52

Em processo de fabricação!!!
avatar
Naniké
Soldado do Santuário
Soldado do Santuário

Feminino Virgem
Número de Mensagens : 16
Data de nascimento : 26/08/1991
Idade : 26
Localização : Cuiabá
Emprego/lazer : Naturalista
Conduta Anti-Athena :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 11/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Athena e eu

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum